Você não entenderia, moço.



Encarei o céu a minha frente, tristemente.

- O que houve? – Ele se aproximou aparentando preocupação.

Não me movi.

- Moça? – Continuo.

   Eu poderia tagarelar por horas todos os motivos que me fazem suspirar tristemente toda vez que não estou rodeada de pessoas. Toda vez que me pego presa em pensamentos, lembranças. E ele me olharia surpreso com o desabafo repentino, depois surgiria em seu rosto aquele velho olhar de pena e o conselho que o tempo resolve tudo. Ele diria que sou uma garota maravilhosa, com saúde, família e bons amigos. Não falta nada, não é? Ah, moço. Sempre falta algo. O que mais está faltando? Ele não entenderia. Respiro fundo, olhando-o desanimada. Sentindo um peso enorme sobre meus ombros, continuo em silencio. Não irei chorar, já chorei demais nesta vida. E as lagrimas não me trariam quem perdi, o pedaço que falta. Mas se ele me abraçar forte neste exato momento... Confesso! Irei chorar de soluçar, pois não resisto a um bom abraço. E novamente, ele não me entenderia. No momento que eu desabasse, este moço diria que me compreende. E saberia, antes do fim da frase que está mentindo. Aliás, quem falou para esse povo que dizer que entende a dor dos outros conforta? De que adianta entender, se quem a gente quer que entenda, não consegue entender. E a gente tenta seguir a vida, não é? Tentando entender os motivos bizarros de sentir essa tristeza chatinha no fim de tarde, nos domingos, nos dias de chuva, no fim de um bom filme romântico em que encaramos os agradecimentos subindo na tela da televisão e ouvindo aquela música triste de fundo. E depois corremos para o computador procurando a tradução, e choramos com a letra. Baixamos a música para o celular só para ouvir quando as coisas ficarem pesadas demais para suportar. Só para chorar melhor, prender a dor ou senti-la melhor. Eis a dúvida. Talvez, seja os três. E eu choro, moço. Eu choro assistindo qualquer filminho bobo! Mas desta vez, não. Não mais! Engole o choro! Fecha os olhos e prende! Ninguém merece ver nossas lagrimas e nosso rosto borrado pela maquiagem. Ô céus! Maquiagem é muito cara para isto! E não há corretivo da Mac que segure nossa bad.

- Ô moça. Cê tá chorando? – Olha-me afetuoso. Como alguém que olha um filhote de cachorro na vitrine de adoção.

Não pergunta isso não... Ai que choro mesmo!

- O que aconteceu com você? – Volta a perguntar ainda mais preocupado.

- Você não entenderia, moço. – Suspiro novamente, olhando para o céu que está ameaçando chover. – Você parece ser sempre a primeira opção de alguém.

 E lá estou, novamente...

     Não sou tão forte assim, moço. Choro pela perda, pela falta e pelos danos causados. Pelos pequenos motivos e coisas que aconteceram. E principalmente, por coisas que não iram acontecer.

- Ô moça, cê tá enganada. Viu? – E ficou sem saber o que fazer.

    Ele não sabia se me consolava, ou falava algum conselho clichê que sempre dizemos quando alguém está chorando. E pelo amor de Deus, não me abraça moço! Vou chorar ainda mais. E é uma droga não ter controle sobre isto, não ter controle de nada. E lá está ele, passando os braços envolta de mim e abraçando-me afetivamente. Soluço pateticamente. As pessoas passam pela rua me encarando, tentando entender o que está acontecendo. Mas ninguém entende.

- Quem dera eu fosse a sua primeira escolha, moça. – Sussurrou. – Queria eu ter está sorte.


    Surpresa, desprendo-me do seu abraço. Ele cora de vergonha. Volto a abraça-lo, suspirando novamente. Ainda mais triste. Eu também queria, moço. As vezes a vida é complicada demais, as vezes a gente escolhe errado. Eu mesmo tenho a péssima mania de sempre escolher o que não deveria. E vou fazer o que né? De nada adianta encontrar o certo depois, se a gente já se apaixonou pela encrenca.


Tráfico Da Mi

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

12 comentários:

  1. Só avisando que quando você publicar seu primeiro livro, eu vou ser a primeira a comprar. Você escreve tão bem e seus textos são tão confortantes <3 Vou ler mais alguns <3
    umblogindie.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, meu coração chega bate forte com um comentário deste. Fico grata por gostar dos meus textos. Volte sempre, Ok? Muito obrigada pelo carinho, leia quantos desejar. Ah, quem sabe um dia eu publique um livro... Quem sabe um dia! <3 Beeeijos

      Excluir
  2. Geeente vc escreve mt bem !
    quando tiver mais tempo vou voltar aqui pra ler mais
    www.haynhenemartins.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Volte sempre, Ok? haha <3 Beeijos

      Excluir
  3. Milena do céu...Que coisa mais linda...
    Você descreveu tantas coisas que acontecem nos meus dias nesse momento...Principalmente a parte de baixar uma música bonita - mas triste - só pra chorar melhor... hahaha !
    ''De que adianta entender, se quem a gente quer que entenda, não consegue entender'' ... É...Essa frase até me deu uma dorzinha. Hahaha Mas eu amei, como sempre!

    Que venham mais mais mais e mais textos lindos desse! <3
    Beijo!

    www.juliajolyblog.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ju, você está me acostumando mal. haha Cada vez que vejo um comentário seu fico mega feliz, lisonjeada. Afinal, você é diva demais!E o seu blog... Nossa, sem palavras. Muito obrigada, obrigada mesmo pelo carinho e por parar o seu dia para ler alguma baboseira minha. Nossa, sei nem como agradecer.
      Fico feliz que tenha gostado da frases. E confesso... Também senti uma dorzinha quando escrevi ela. É complicado...
      Volte sempre, Ok? Um grande abraço, beeeijos.

      Excluir
  4. Que lindo, você escreve muito bem viu?!
    http://gabrieladalfre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, fico agradecida pelo carinho. Volte sempre, Ok? Beeeijos.

      Excluir
  5. Quem não precisa de um abraço assim? Braços são algemas almejadas <3 Você escreve tão bem que consigo sentir o momento, parabéns moça! Sucesso!

    https://rafaelaperensin.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então vem aqui que eu abraço, sou a doida do abraço! haha
      Obrigada, Rafa. Fico feliz que tenha gostado, volte sempre.. Ok? Beijos! Desejo todo o sucesso do mundo para você.

      Excluir
  6. Que talento, hein! Quando você publicar um livro eu vou ser a segunda a comprar (pq a menina do 1º comentário vai comprar antes de mim, haha!
    http://www.soseflor.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, senhor. Vocês não podem me iludir desta maneira! haha Obrigada pelo carinho, anjo. Volte sempre, ok? E que comentário fofo... Vem cá, me abraça. E sobre o livro, quem sabe um dia. beeeijos

      Excluir